Páginas



Normal. A maneira como me irritas é completamente normal. A maneira como me fazes sorrir, é normal, mas diferente pelo facto de só tu me fazeres sorrir assim. São só discussões, vai ser só mais um discussão, mais uma palavra mal dita, algo dito de cabeça quente, vai ser só isso, porque juro que depois eu volto para os teus braços. Digas o que disseres, da maneira que disseres, faças o que fizeres, eu sou tua. És único. É a ti que eu quero de um jeito que não quero mais ninguém. 
Posso não ser o melhor para ti, mas vou fazer sempre os possíveis para que estejas bem, que sorrias do meu lado ou sem mim. A tua felicidade é a minha prioridade. Tento perceber sempre o teu lado, mais que o meu, mas tenta fazê-lo também. 
Enquanto me quiseres, serei tua. Quando deixares de querer, continuarei a sê-lo.

preciso de ti 27h por dia. Não há ninguém que me consigo fazer mais feliz do que tu. Quando estou contigo, vivo nas nuvens, vivo um sonho e eu não quero acordar nunca. Vou fazer o que for preciso para que fiques do meu lado, vou meter-te um sorriso na cara e fazer-te feliz todos os dias, vou fazer com que te apaixones por mim todos os segundos, porque não existe melhor sensação que essa. O que temos é único, é só nosso. Aquele frio na barriga que aparece quando estamos juntos, aquele sorriso parvo de quando te vejo, são pequenos gestos que ficam sempre marcados na minha memória. Eu perco-me no teu olhar, no teu sorriso, fazes-me sentir tão bem, fico abstraida de tudo, entro num mundo apenas nosso. É a ti que quero, é a ti que amo. És o motivo do meu sorriso mais sincero. Por mais que tente, não consigo descrever aqui todo o meu amor por ti, o que sinto é tão grande. 
Eu só te queria nos meus braços, só queria poder olhar-te olhos nos olhos e dizer-te o quanto eu te amo. Sou capaz de tudo só para te ver sorrir. Ninguém é capaz de entender.
Estou tão habituada ao nosso nós, a ter nem que sejam as tuas palavras todos os dias, que não sei o que é de mim sem ti. Quero escrever a minha história contigo. Obrigada por este mês e por muitos que ainda viram. A cada hora que passa, eu amo-te mais. 
  



ás vezes as pessoas que amamos nos magoam e  não podemos fazer nada, senão continuar a nossa vida com o nosso coração machucado. ás vezes falta-nos esperança. ás vezes o amor magoa-nos profundamente e vamos cuidando da ferida tão dolorosa. ás vezes perdemos nossa "crença", então descobrimos que precisamos de acreditar, tanto quanto precisamos respirar, é nossa razão de existir. ás vezes estamos sem rumo, sem direcção  mas alguém entra na nossa vida, e torna-se o nosso destino. ás vezes estamos no meio de centenas de pessoas e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma só pessoa. ás vezes a dor faz-nos chorar, faz-nos sofrer, faz-nos querer parar de viver, até que algo toque o nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo na nossa cara. é a força da natureza a chamar-nos para a vida.
depois, tu descobres que as pessoas que pareciam ser sinceras e que receberam a tua confiança, traíram-te sem qualquer piedade. tu entendes que o que para ti era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo. tu descobres que algumas pessoas nunca disseram "eu amo-te" e por isso nunca fizeram amor, apenas tiveram sexo. descobres também que outras disseram "eu amo-te" uma única vez, e agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o teu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração partido. assim ao conheceres alguém, presta atenção ao caminho que essa pessoa percorreu.

não deixes de acreditar no amor. mas certifica-te que estar a entregar o teu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que tu dás. conta as tuas ideias e planos, para saber se coincidem. e certifica-te de que quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra. habitua-te a algumas alterações, mas jamais abras mão de tudo, porque se essa pessoa te deixar, então nada lhe vai restar. tem sempre em mente que, ás vezes, tentar salvar um relacionamento ou manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for mutuo. por isso, se em algum momento essa pessoa te deixar, o seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado. pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário. existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo. a tristeza pode ser intensa, mas nunca será eterna. a felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem...

tudo isto, apenas para dizer que se estiveres do meu lado, eu sinto que consigo ultrapassar tudo.






"Conto isto a uma distância de anos... Lembro-me bem da maneira como falavas comigo, da maneira como me tratavas, do jeito que me aconselhavas a fazer de tudo e mais alguma coisa, davas-me alegria, força e coragem. Deste sempre o teu melhor para apoiar toda a gente e o que custa agora é que já não estás cá para ajudar mais alguém...
Falar é sempre mais fácil, dizer “tem calma” ou “tudo vai ficar bem”, são frases típicas nos maus acontecimentos, que por mais que sejam sentidas, vindas de dentro, acabam por sair da boca para fora.
Todos os momentos, todas as palavras que fomos dizendo uma a outra pela vida fora, pelos dias de sol e dias cinzentos, dizendo tu, “com cara de quem vai chover”, com aqueles olhos tristes de quem odeia chuva, pelas noites longas em que dormia contigo e tu me contavas histórias de quando eu era pequena, vivia sem saber o que fazer, sem ter nada com que me preocupar, fazias a minha comida, vestias-me, apertavas-me os atacadores, brincavas comigo, não tinha preocupações e vivia no bem bom, é tão bom recordar esses tempos, tempos em que estava contigo.
Lembras-te de chamares por mim demasiado cedo para tomar o pequeno-almoço e eu ficava chateada porque queria dormir mais? Desculpa, desculpa por descarregar milhões de vezes o meu humor matinal, logo em ti, que pensava que irias estar para sempre comigo, para me desculpar por tudo e mais alguma coisa, por mais que te deixasse triste, nunca o demonstravas.
Cheguei a ver-te mal, não sei como consegui, todas as palavras queridas que me disseste mesmo com o fôlego a falhar, perguntando como ia a escola, dizendo de fim-de-semana a fim-de-semana que eu estava crescida, sorrindo sempre, mesmo sabendo que só podias estar na cama, mas eu estando ao teu lado, era a tua maior alegria, sabias que ia ver-te sempre que podia.
Acho que quando as pessoas “vão embora” é que lhe damos ainda mais valor, lembramo-nos dos bons e dos maus momentos, pedimos desculpa por todos os erros que cometemos e pelo mau ambiente que por vezes tenhamos proporcionado e sorrimos a chorar, ao relembrar todos os bons momentos que tenhamos vivido, juntos. Todos os fins-de-semana sabias que te ia visitar, tantas vezes que ficaste com os olhos cheios de lágrimas, quando o meu pai ia embora e tu apenas dizias “vai com deus”, por não conseguires dizer nem mais uma palavra, agora quando te quiser ir visitar, fico desorientada, não estás no quarto, não estás mais na tua casa, mas ainda assim, levo-te sempre uma flor acompanhada de uma lágrima de saudade."

foi um texto q fiz para um trabalho de português, achei q devia partilhar. beijinhos *